PDF pageEmail pagePrint page

Fundação Rui Cunha abre as portas da Galeria, no dia 28 de Janeiro de 2021 (quinta-feira), para o tradicional evento “Fai Chun – Oferta de Papéis Votivos”, com mensagens de boa sorte em caligrafia chinesa que o público poderá vir buscar, a título gratuito, entre as 10:00 e as 16:00 horas.

A população é convidada a entrar e a escolher os seus votos de boa sorte e prosperidade, sob a orientação de 28 Mestres Calígrafos locais – como Ung Choi KunNg Pio (Yum Fung Chan), Yum Wing OnYuen Wai SangHo Lai Sim e outros –, que vão estar presentes durante todo o dia, no âmbito das celebrações do Novo Ano Lunar do Búfalo.

À semelhança de anos anteriores, este é um evento de grande afluência, co-organizado pela Fundação Rui Cunha e pela Associação dos Amigos de Poesia do Jardim da Flora.

Fai Chun (揮 春) é uma decoração tradicional, frequentemente usada durante o Ano Novo Chinês, que marca a chegada da época primaveril. Em português poderá traduzir-se por Onda de Primavera. As pessoas colocam os Fai Chun nas portas para criar uma atmosfera festiva e jubilosa, já que as frases caligrafadas significam boa sorte e prosperidade. Normalmente, os Fai Chun são escritos à mão, mas as versões impressas são hoje em dia mais convenientes e produzidas em larga escala. Podem ser quadrados ou rectangulares e pendurados na vertical ou na horizontal, geralmente aos pares. Não existem apenas na China, mas também na Coreia, Japão e Vietname.

Os Fai Chun tradicionais são de cor vermelha, com caracteres pretos ou dourados inscritos a pincel. Semelhante à cor do fogo, o vermelho foi escolhido para assustar a lendária besta feroz “Nian”, que devorou as colheitas dos aldeões, o gado e até os próprios camponeses na véspera de ano novo. Daí a tradição de proteger as casas com os melhores votos festivos para o ano que se segue.

2021 é o Ano do Búfalo de Metal, que se inicia a 12 de Fevereiro de 2021 (primeiro dia do Novo Ano Chinês) e dura até 31 de Janeiro de 2022. O búfalo é o segundo signo no ciclo de 12 anos do zodíaco chinês. Os búfalos ou bois eram ferramentas de trabalho incontornáveis nas sociedades agrícolas do passado. E representavam símbolos de diligência, persistência e honestidade. Na cultura chinesa, o búfalo é um amigo fiel que fez grandes contribuições para o desenvolvimento económico e social do país. Como o búfalo, as pessoas nascidas no seu ano são laboriosas, cautelosas, têm uma fé firme e estão sempre dispostas a ajudar.

É neste espírito de solidariedade e esperança por um ano mais benéfico e próspero, que a Galeria da Fundação Rui Cunha convida o público a entrar, ao longo do dia, e escolher a sua mensagem de bons auspícios. Venha buscar um par de Fai Chun para colocar à porta de casa e, assim, saudar a chegada do Ano do Búfalo!

Participe!

A entrada é livre.

Por Macau Mais e Melhor!

POSTER_FB-PT

POSTER_FB-PT